Questo sito usa cookie per fornirti un'esperienza migliore. Proseguendo la navigazione accetti l'utilizzo dei cookie da parte nostra OK

#IICSEMPRECONTIGO #68 | FESTA DELLA MUSICA 2020 - Recital "Opera da Händel a Puccini"

Data:

21/06/2020


#IICSEMPRECONTIGO #68 | FESTA DELLA MUSICA 2020 - Recital

Recital "Opera da Händel a Puccini"

Con Bárbara Barradas - Soprano

Salomé Pais Matos - Arpa

Nell'ambito della FESTA DELLA MUSICA 2020 “La musica non ha confini“, organizzata dal MiBACT insieme all’Associazione Italiana per la Promozione della Festa della Musica, con il contributo della SIAE e in collaborazione con soggetti pubblici e privati, al fine di celebrare a livello internazionale la musica in tutti i suoi generi.

È possibile assistere al concerto al seguente link del canale Youtube dell'IIC Lisbona: https://www.youtube.com/watch?v=jaEf9qiI_18

BÁRBARA BARRADAS

Jovem Soprano, apontada por Ingo Kolonerics Intendant - Opera im Berg Festival em Salzburg, como “an outstanding artist, a born singer (...) with a round and beautiful voice, an exceptional stage presence, and a messa di voce that after Caballe was barely to find”.
Fez o seu Debut em Salzburg com a Lucia (Lucia di Lammermoor de Donizetti) no Oper im Berg Festival, onde foi bastante acarinhada pela Crítica e pelo Público. Em estreia absoluta no Teatro da Trindade, em Novembro de 2018, foi Bruna na nova ópera “Canção do Bandido” de Nuno Côrte-Real, libreto de Pedro Mexia e encenação de Ricardo NevesNeves, recentemente premiada como o “Melhor Trabalho de Música Erudita” na Gala de prémios da SPA 2019. Em Maio 2019 fez Gilda (Rigoletto de Verdi) em Londres. Foi a cantora convidada no Concerto de Encerramento da Temporada 2015/16 da Orquestra Gulbenkian, em 2018 canta como solista o Requiem de Mozart com orquestra e coro Gulbenkian. Gravou em CD com a Orquestra Divino Sospiro, “Passio Ibérica”: Las ultimas palavras de Cristo en la Cruz de Fajer e o Stabat Mater de Joaquim dos Santos.
Interpretou os papéis de Inês na estreia moderna de Ines di Castro de Giordani; Lucia (Lucia di Lammermoor); Gilda (Rigoletto); Nice 1 (Peter Grimes), Le Feu e Le Roussignol (L’enfant et les Sortilége), Branca (Tição Negro – Augusto Machado); Susanna e Barbarina (Le Nozze di Figaro); La Fèe (Cendrillon - P. Viardot); Frasquita (Carmen) - UK; Amore (L’Endimione - Jommelli); Delia (Il Viaggio a Reims); Princesa (O Gato das Botas); Donna Anna e Zerlina (D. Giovanni); Königin der Nacht (Die Zauberflöte); Emmie (Albert Herring), Maria (West Side Story); Bellinda (Dido & Aeneas).
Canta regularmente com orquestras nacionais e internacionais, nomeadamente no TNSC com a Orquestra Sinfónica Portuguesa, com a Orquestra Gulbenkian, Divino Sospiro, Orquestra Metropolitana, Orquestra Clássica do Algarve, Orquestra Clássica do Centro, Classical Kick's, Clonter Opera, De Singel em Antuérpia, entre outros.
Futuros compromissos incluem o Stabat Mater de Pergolesi inserido no ciclo de Música Barroca em Sintra; Stabat Mater de Rossini com o Coro Sinfónico do Coral de São José e a Sinfonieta de Ponta Delgada no Teatro Micaelense, em Ponta Delgada. O Requiem de Mozart no ciclo de Requiem de Coimbra com o Coro Sinfónico Inês de Castro; Musetta em La Bohème de Puccini no Teatro Nacional de São Carlos; em Milão, com a Orquestra Divino Sospiro concerto do CD “Passio Ibérica”. Fará uma série de recitais por Portugal e no estrangeiro na temporada 2020/21/22.
Bárbara iniciou a sua carreira artística aos 8 anos como solista do Coro Infantil dos Jovens Cantores de Lisboa. Estudou por 12 anos na Escola de Música do Conservatório Nacional em Lisboa, 9 anos Piano e 3 anos de Canto. Paralelamente completou o 8º grau de Ballet, com Distinção, pela Royal Academy of Dance. Aos 20 anos, como bolseira da Fundação C. Gulbenkian, ingressou na Guildhall School Music and Drama em Londres, concluindo a Licenciatura em Canto e o Mestrado em Performance com Distinção. Integrou os estúdios de ópera da Flandres OperaStudio (IOA) na Bélgica e no WIAV em Cardiff. Ganhou vários prémios e bolsas de estudo: F. C. Gulbenkian, Vasconcellos award, City of London Corporation; Prémios do Público; Primeiros Prémios; Prémios de melhor Interpretação de Canção, em mais de 10 competições Nacionais e Internacionais. Actualmente faz o seu aperfeiçoamento técnico e estilístico com Mariella Devia.

http://www.barbarabarradas.com

SALOMÉ PAIS MATOS

Iniciou os estudos de Harpa no Conservatório Nacional de Lisboa, tendo-os concluído sob a orientação da prof. Andreia Marques. Estudou Composição com Eurico Carrapatoso e Música Contemporânea com Clotilde Rosa.
Em 2010 prosseguiu os seus estudos no Conservatório Giuseppe Verdi, em Milão, onde obteve o Diploma accademico di IIº livello di alta formazione di Arpa - Indirizzo Solistico. Detém, também, o nível de Mestre em Ensino da Música, pela Escola Superior de Música de Lisboa.
Desde 2006, desenvolve um intenso trabalho na área da Música nas mais diversas formações e actividades. Participou nos Musicais, com Filipe La Féria e Nuno Feist, colabora no multi-instrumentalismo na Pageiart, projecto de Victor Gama. Realizou participações especiais no Festival de Banda Desenhada da Amadora, na Gala das Mulheres Empreendedoras Europa/África, no Festival da Canção. Desde 2015, que é convidada do Rio Harp Festival, no Rio de Janeiro.
Com uma carreira dinâmica, além dos inúmeros concertos, o seu trabalho regista várias gravações discográficas, estreias de obras, projectos multi-disciplinares, colaborações com vários artistas, compositores, coreógrafos e encenadores.
Gravou com diversos artistas e compositores, como John Psathas, Pedro Carneiro, Anne Victorino D’Almeida, Bastien Baumet. Em 2017 interpretou a obra, da compositora Mariana Vieira, que venceu o concurso de composição Música em Criação.
Actua regularmente com as orquestras de maior destaque nacional, como a Orquestra de Câmara Portuguesa, Lisbon Film Orchestra, Sinfónica Portuguesa, Gulbenkian, Metropolitana de Lisboa, Clássica do Sul, etc.
Tem igualmente um papel pedagógico no ensino da Música e na divulgação do seu instrumento. Participou em projectos como o “Música Pra Ti”, da Fábrica das Artes, ou “Sinfonix”, bem como com outros concertos pedagógicos.
Ao longo do seu percurso, leccionou em diversas escolas do país, tendo preparado vários alunos que ingressaram no ensino superior nacional e internacional. Distingue o seu estilo de ensino como exigente e motivador, com vista à excelência artística e ao entusiasmo puro pela Música. Actualmente é Professora de Harpa na Academia Musical dos Amigos das Crianças, na Academia dos Amadores de Música e na Academia de Música de Almada.

https://www.salomematosharpa.com

Programma:
"Piangerò la sorte mia" da Giulio Cesare in Egitto di Georg Friedrich Händel
"Eccomi in lieta vesta" da I Capuleti e i Montecchi di Vincenzo Bellini
"Casta Diva" da Norma di Vincenzo Bellini
"O mio babbino caro" da Gianni Schicchi di Giacomo Puccini

Informazioni

Data: Dom 21 Giu 2020

Organizzato da : Istituto Italiano di Cultura

Ingresso : Libero


1655