Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao continuar a navegar no nosso site está a aceitar a sua utilização. OK

Concerto "UM SÉCULO DE FEDERICO FELLINI" com o pianista BENEDETTO LUPO e a Orquestra Metropolitana de Lisboa

Data:

06/12/am


Concerto

O Instituto Italiano de Cultura de Lisboa, em coprodução com a Orquestra Metropolitana de Lisboa, apresenta o Maestro BENEDETTO LUPO, pianista solista no concerto UM SÉCULO DE FEDERICO FELLINI, por ocasião da efeméride do centenário do nascimento de Federico Fellini.

Pianista solista BENEDETTO LUPO
Orquestra Metropolitana de Lisboa
Maestro: Rui Pinheiro

Preço: 12 € - Bilhetes disponíveis ao seguinte link ►►► 

Programa:

Nino Rota Suíte da música do filme Amarcord
Nino Rota Concerto Soirée, para piano e orquestra
Nino Rota Suíte do bailado La Strada

Concerto realizato com a colaboração do CIDIM - Comitato Nazionale Italiano Musica, no âmbito do Projeto SUONO ITALIANO.

BENEDETTO LUPO

Considerado pela crítica internacional como um dos mais notáveis talentos da sua geração, Benedetto Lupo prendeu a atenção do mundo musical quando em 1989 se tornou no primeiro músico italiano a vencer o prestigiado Concurso Internacional Van Cliburn. Desde então, colaborou com as mais importantes orquestras norte-americanas e europeias, tais como a Orquestra de Filadélfia, a Sinfónica de Boston, a Sinfónica de Chicago, a Filarmónica de Los Angeles, a Sinfónica de Baltimore, a Sinfónica de Montreal, a Sinfónica de Seattle, a Sinfónica de Vancouver, a Filarmónica de Londres, a Gewandhaus de Leipzig, a Filarmónica de Roterdão, a Orquestra Hallé, a Sinfónica de Berlim, a Nacional de Espanha, a Filarmónica de Monte Carlo, a Filarmónica de Liège, a Filarmónica de Bergen e a Orquestra do Capitólio de Toulouse, sob a direção de maestros como Yves Abel, Vladimir Jurowski, Bernard Labadie, Juanjo Mena e Kent Nagano, entre outros. É regularmente convidado para tocar nas principais salas de concerto e festivais internacionais, incluindo o Lincoln Center em Nova Iorque, a Salle Pleyel em Paris, o Wigmore Hall em Londres, a Filarmónica de Berlim, o Palais des Beaux Arts em Bruxelas, o Festival Tanglewood, o Festival Internacional de Istambul, o Festival Enescu (Bucareste) e o Festival Tivoli (Copenhaga).

Na temporada 2018-19 estreou-se com a Orquestra Nacional da RTVE de Madrid, realizou uma digressão com a Orquestra de Câmara de Mântua, interpretando concertos de Salieri, de Mozart e de Beethoven, voltou a tocar com a Filarmónica de Londres o Concerto para Piano para a Mão Esquerda de Ravel e apresentou recitais dedicados a Debussy em Itália e nos E.U.A., designadamente na National Gallery of Art de Washington, por ocasião do centenário da morte do compositor – («O recital de Benedetto Lupo foi uma experiência musical sensorial e sonora absolutamente excecional» (Le Devoir); «As interpretações de Lupo, libertas de qualquer previsibilidade ou rotina, são profundamente pessoais, cuidadosas e vicejantes. Durante todo o concerto, o público permaneceu naquele extasiado silêncio que se reserva à melhor música» (Washington Post).

Em 2019, Benedetto Lupo voltou a colaborar com a Società del Quartetto di Milano e com a Orquestra Nacional da Academia de Santa Cecília, sob direção de Stanislav Kochanovsky. Para lá de gravações feitas para várias estações de rádio e de televisão, europeias e norte-americanas, gravou para as editoras TELDEC, BMG, VAI e NUOVA ERA, bem como integrais para piano e orquestra de Schumann, para a ARTS. Em 2005, fez uma nova gravação do Concerto Soirée de Nino Rota que, publicada pela Harmonia Mundi, recebeu vários prémios internacionais, incluindo o Diapason d’Or.

Benedetto Lupo iniciou os seus estudos musicais em Bari, a sua cidade natal, sob a orientação de Michele Marvulli e Pierluigiicie, aperfeiçoando-se posteriormente com Sergio Perticaroli, com Aldo Ciccolini e frequentando masterclasses orientadas por Carlo Zecchi, Nikita Magaloff, Jorge Bolet e Murray Perahia. Depois da sua estreia em público, quando aos treze anos de idade interpretou o Concerto N.º 1 de Beethoven, distinguiu-se em vários concursos internacionais, incluindo o Cortot, o Robert Casadesus e o Gina Bachauer. Em 1992 recebeu o Prémio Terence Judd, em Londres.

Com um vasto repertório pianístico, mantém ainda uma importante atividade nos domínios da música de câmara e do ensino. Orienta masterclasses em importantes instituições internacionais e é frequentemente convidado para ser membro de júris de prestigiados concursos internacionais de piano. Desde o ano letivo 2013/2014, ministra a cadeira de piano nos cursos de especialização da Academia Nacional de Santa Cecília, em Roma, onde é professor efetivo desde dezembro de 2015.

Mais info: https://www.metropolitana.pt/programacao/um-seculo-de-federico-fellini-2/

fellini100 colore bg bianco

https://fellini100.beniculturali.it/event/detail/256/concerto-un-seculo-de-federico-fellini

Informações

Data: Dom. 6 Dez. 2020

Horário: Das 11:00 às 12:15

Organizado por : Istituto Italiano di Cultura, Orquestra Metropolitana de Lisboa

Em colaboração com : CIDIM - Comitato Nazionale Italiano Musica

Entrada : A pagamento


Localidade:

Cinema São Jorge, Av. da Liberdade, 175 - Lisboa

1764