Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao continuar a navegar no nosso site está a aceitar a sua utilização. OK

#IICSEMPRECONTIGO #93 | OGGI CUCINO IO! #10

Data:

27/07/am


#IICSEMPRECONTIGO #93 | OGGI CUCINO IO! #10

OGGI CUCINO IO!
La cucina italiana a portata di mano

A décima vídeo receita da viagem gastronómica "OGGI CUCINO IO!" são as Roscas de vinho (ciambelle al vino) preparadas pelo chef FABIO CAMPOLI, em exclusivo para o Instituto Italiano de Cultura de Lisboa.

#10 No décimo episódio de "Oggi cucino io!" o chef Fabio Campoli mostra como preparar as Roscas de vinho branco ou tinto são um doce típico dos Castelli Romani e do centro de Itália, presentes nas mesas dos camponeses, onde, com poucos ingredientes, se podia fazer estes biscoitos perfumados e aromáticos graças ao azeite virgem extra e ao vinho presentes entre os ingredientes. Podiam ser enriquecidos com frutos secos ou sementes de anis e cozidos em forno de lenha. São ótimos para saborear simples ou mergulhados em vinho seco e aromático, mas também acompanhados por um bom vinho fino ou outros vinhos licorosos.

Siga o link para a receita do vídeo das Roscas de vinho: https://www.youtube.com/watch?v=dNB5-0591L0

FABIO CAMPOLI

Com mais de trinta anos de experiência em atividades diversas focadas na cultura e no design gastronómico, criou uma maneira "simplesmente diferente" de cozinhar, sempre motivada por uma curiosidade inesgotável e sede de conhecimento. Fundador da empresa Actions Gastronomiche Srl e do jornal Prodigus, Fabio Campoli é atualmente consultor para empresas e restaurantes italianos e estrangeiros, além de ser autor e condutor de programas de televisão e rádio, consultor da indústria cinematográfica e food designer, premiado em ambiente culinário e comunicativo.
Com o seu portfólio de experiências variadas, Fabio Campoli prova ser muito mais do que um chef, graças à amplitude e riqueza de sua cultura no universo dos media, do project management, do mundo editorial, que hoje faz da sua assinatura um sinónimo de classe e qualidade e de uma criatividade direcionada e consciente, que agora se tornou célebre e reconhecível para o público em geral.
As suas próprias paixões levaram-no a se tornar autor de oito publicações e professor de instituições públicas e privadas, assim como as suas habilidades artísticas o levaram a viajar entre os mais famosos cenários de filmes para evocar banquetes históricos e cenários gastronómicos (de "Mission Impossible 3" para "Mangia, prega, ama" e "To Rome with love" de Woody Allen, para citar apenas alguns). A sua filosofia à mesa, no trabalho e na vida resume-se à atenção às "coisas boas", numa lógica em que o essencial é visível aos olhos de quem vive a cozinha não como um fim, mas como um meio de transmitir emoções e transmitir história e cultura.

Defensor da ideia de transcrever o "sabor" da mente, tem no seu ativo alguns livros entre os quais "Alchimia dei sapori" (La volpe e l’uva editore, 2002), "La mia cucina, semplice, rapida e salutare" (Newton-Compton Editore, 2003), "Note di gusto" (Cucina & Vini Editrice, 2009), "Il mattino ha l'oro in bocca" (Autentica Edizioni, 2012), "Elogio del peperoncino" (Autentica Edizioni, 2013), e "Bergamotto.0" (Iiriti Editore, 2014).

Entre os reconhecimentos recebidos: Premio per la cucina etica (2014), Maestro di Cucina ad Honorem (2006), Premio Caterina de’ Medici, per la sezione gastronomia (2014), Premio alla Letteratura Gastronomica Maria Gallaccio (2004), Stella della Ristorazione (2008), Pergamena d’Onore Leone d’Oro per meriti professionali imprenditoriali (2018).

http://www.fabiocampoli.it/

A RECEITA DAS ROSCAS DE VINHO de FABIO CAMPOLI

Ingredientes
500 g de farinha “00”
150 ml de vinho branco
120 ml de azeite virgem extra
150 g de açúcar
Uma pitada de bicarbonato
Uma pitada de sal
Açúcar para polvilhar

Preparação
Numa taça junte o vinho e o azeite. Têm de estar bem frios, para a massa ficar boa. Adicione o açúcar, misturando tudo bem.
Incorpore a farinha, um pouco de cada vez, o sal e o bicarbonato.
Aconselho a peneirar primeiro a farinha, para que a massa não ganhe grumos.
Continue a trabalhar a massa obtida sobre a bancada de trabalho. Deverá atingir uma consistência mole e maleável, parecida com a da massa quebrada.
Aos poucos, retire da massa pequenos pedaços com cerca de 30 gramas cada e molde-os em tiras com cerca de 10 cm, passando a massa entre as palmas das mãos.
Enrole cada tira para formar uma rosca, unindo as extremidades e pressionando um pouco para que colem bem.
Num prato à parte, coloque o açúcar e passe um lado das roscas por ele, fazendo-o aderir a elas.
Coloque os biscoitos num tabuleiro revestido com papel vegetal. Leve ao forno aquecido a 160-170 °C durante cerca de 25 minutos.

Uma vez bem cozidas, deixe-as arrefecer bem antes de as saborear simples ou molhadas no seu vinho preferido, para um momento de irresistível doçura!

Informações

Data: DE Seg. 27 Jul. 2020 a Dom. 2 Ago. 2020

Organizado por : Istituto Italiano di Cultura

Entrada : Livre


1690